Sunday, February 11, 2007

Dia dos Namorados em Dia de Referendo!


Para não haver decisões autocráticas e unilaterais!
E porque elas são donas da barriga delas insistam em levá-las vocês próprios às Urgências de Obstetrícia Necrológica (?) dos Hospitais civis, será garantido que contam essa história aos vossos netos!

8 Comments:

Blogger CR said...

?
CR

4:18 PM  
Blogger LisbonGirl said...

Bom dia CR!
Insisto apenas que não se tomem decisões autocráticas e unilaterais e que se convoquem "todos" os envolvidos numa gravidez!
Insisto ainda que a invenção do "Dia dos Namorados" não sirva apenas para vender ursinhos de peluche, nem rosas vermelhas, quando os sociólogos demonstram que as relações são cada vez mais efémeras e - pior - que as pessoas são cada vez mais profundamente infelizes com isso!
Referendos e dias inventados, cada um no seu galho, devem servir para reflectirmos sobre nós, ou seja, sobre "Eu" e o "Outro", com igual distânciamento.

2:48 AM  
Blogger LisbonGirl said...

E com o respeito que nos devemos!

2:49 AM  
Blogger Indigo said...

interessantissimo el blog

4:37 AM  
Blogger Sailor Girl said...

Nem mais, Lisbon Girl. Subscrevo!

4:53 AM  
Blogger CR said...

Na sociedade actual quase tudo é superficial e disfuncional. Relações, família, emprego, confiança e valores são descartáveis e com datas de validade muito breves. Apesar de me definir como liberal e independente, toda esta fragilidade da sociedade contemporânea me angustia. A sensação de se terem perdido as ilusões e de se estar, irremediavelmente, por conta própria é terrível. Até a própria reflexão se pode tornar excessiva e paralisante.
CR

6:57 AM  
Blogger LisbonGirl said...

A reflexão, feita na solidão, dá-se em loop! É muito necessária a partilha, mesmo de opiniões divergentes!
Sabe muito bem sermos apoiados no que sentimos e no que pensamos, mas é muito importante também ter coragem e doçura para que as ideias e sentimentos de todos nós não serem fracturantes, mas envolventes. Aceitar não significa concordar, não concordar não implica ter de combater, pode apenas significar a possibilidade de modificar um todo de uma maneira mais construída, partilhada e atenta.
Nada disto é fácil...mas tabém não e impossível!...:)
Muito obrigada a todos, pelas visitas!:)

10:51 AM  
Blogger LisbonGirl said...

não sejam (linha sete) - parece uma acta!!!! Desculpem!

10:54 AM  

Post a Comment

<< Home